Notícias

Economia fluminense

O cenário econômico fluminense projeta uma injeção de investimento que mudará todo cenário atual. Alguns sinais já vinham sendo sinalizados, de forma tímida, desde 2018. A expectativa é grande e, aguardada há tempo pelo mercado.

Um dos termômetros são os dados divulgados pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), em maio, onde apontam mais de 100 projetos que representam oportunidades de desenvolvimento para empresários e a sociedade. Deste total, três orçados em mais de R$ 4 bilhões estão em Macaé. Projetos como as usinas termelétricas Vale Azul II e Marlin Azul, Estrada Santa Tereza e também o terminal portuário e a concessão do aeroporto de macaé, fazem parte dos investimentos mapeados pela FIRJAN

E, nessa avalanche de potenciais oportunidades, o mercado imobiliário voltará a aquecer. O Secovi Rio (Sindicato da Habitação) fez um raio X do mercado sobre compra, venda, locação e condomínios. A reversão do quadro econômico já é vislumbrada pelo mercado imobiliário que aposta para o segundo semestre o início da recuperação do setor. Com os novos lançamentos imobiliários, a população voltou a procurar imóveis e acreditar na retomada de crescimento da economia. Numa comparação entre os anos de 2017 e 2018, houve um aumento de 17,8% no volume de negociações no município do Rio de Janeiro.

Com tantos investimentos previstos é grande a expectativa de um aumento no volume de negócios para toda região, como de geração de empregos direto e indireto, antes, durante e após a construção dos empreendimentos, em todos os níveis de qualificação.

E assim, o Estado do Rio de Janeiro vai voltar a ter níveis de competitividade em relação aos demais Estados e atrair mais investimentos. O que se pode esperar de 2019 é um segundo semestre com a retomada e o aquecimento do mercado imobiliário.⬤

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *